Arte Poética

Por: fabiserra

dez 25 2010

Categoria: Sem categoria

Deixe um comentário

Do pensamento e dos sentidos
flui um rio de poesias.
O punhal da inteligência
vibra tenso o alvo.
O fio de sangue que brota
é emoção colorida e pura,
rubra chama em que se queima
o coração apunhalado.
Fria
lâmina de punhal cravado,
a razão ordena
o que a emoção incendeia.
No papel impresso, o poema
pensa emoções e sente idéias.

Bandeira Tribuzi. Rosa da esperança

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: