Roda gigante

Por: fabiserra

jun 24 2011

Categoria: Fabiana Serra

2 Comentários

7:00 AM. E eu acordo.
Pés quentes, chão frio.
Água, rosto.
Pasta, escova, boca, língua.
Saliva.
Água fria, calafrios.
Roupas, sapatos.
Café quentinho, cheiro de pão fresquinho
E jornais impressos.

Rua, sol, flores.
Carros, calor, multidão.
…Desespero…
Sorrisos e conversas.
Falsidades aparte.

Trabalho, diversão.
Trabalho, diversão.
Trabalho, diversão.
Meu trabalho é diversão.

Sinto-me em uma enorme montanha russa,
e porque não brasileira?
Uma enorme montanha russa brasileira,
ou uma montanha brasileira,
o que lhe for melhor.

Sobe, sobe, sobe.
Frio na barriga, gritos.
Desce, desce, desce.
Tuas indas e vindas.

Mais ou menos como uma roda gigante,
assim é minha vida.
Uma pequena roda gigante.

Devagar, devagarinho
Sobe, sobe, sobe.
Lenta, lentamente
Desce, desce, desce.
E roda, roda, roda…

As vezes me sinto no topo,
vejo as luzes da cidade inteira
e chego a gritar:
“Sou dona do mundo, do meu mundo. Meu.”
Sempre possessivos…

Ocaso…
Céu: amarelo, vermelho, laranja.
Casa, pijama, estante, livros…
Relógio, horas.
Tic-tac, tic-tac, tic-tac.
Estrelada, noite estrelada.
Boa noite lua.
Cama, lençol, você…

Anúncios

2 comentários em “Roda gigante”


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: