Regresse

Por: fabiserra

jul 26 2011

Categoria: Fabiana Serra

Deixe um comentário

Diga-me porque tu vens toda noite me roubar os sonhos
E acaba por ir embora deixando os dias meus tristonhos.

E vai e volta, finge que suporta.
Finge que não chora
Desde quando acorda…
Irrita-se se demora.

E se vai revestido com minha poesia andando em passos lentos
Olhando para cima, olhando para baixo, com o mesmo desalento.

Procura pela rua
O perfume perdido
Das noites tuas…
Foi-se esquecido.

Mil suspiros solta, mesmo assim não volta.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: